A “Noiva Debaixo do Sol”.

Cantares 1:6a: “Não olheis para o eu ser morena; porque o sol resplandeceu sobre mim.”
Salomão sendo um pensador, um dia pensou consigo mesmo: eu preciso saber mais do meu povo, preciso andar por Jerusalém, preciso saber o que as pessoas pensam a meu respeito. Eu vou conhecer o povo disfarçado. Diz a história que Salomão manda tirarem as suas vestes reais, sua coroa e pede uma roupa simples de pastor de ovelhas. Dois sentinelas perguntam: onde vais pastor de ovelhas? E Salomão diz: Eu quero conhecer o reino do rei, e ele começa a conversar com o povo, fazendo um senso pessoal.
No final do dia, Salomão chega no lugar mais baixo do reino, chamado Lagar, aonde se pisava uvas para a confecção do melhor vinho que era mandado para o palácio do rei. Ele olha e vê sete torres e sete Atalaias com sete trombetas prontos para a batalha. Ele olha e vê as donzelas vestidas de branco, pisando as uvas. Salomão avista uma jovem formosa toda de branco e ele se apaixona por aquela donzela. Ele se aproxima dela e diz: Ei moça, me conte um segredo! E ela diz: “Não olheis para o eu ser morena, pois trabalho debaixo do sol para mandar vinho para a mesa do meu rei”.
Ele diz: moça me conte um segredo! Por que essas sete torres e sete Atalaias e suas trombetas de ouro? Ela responde: Essas sete trombetas estão aí por causa de uma promessa. O rei prometeu que um dia virá aqui no Lagar nos tirar do deserto, e Ele vai nos levar para o seu palácio. As trombetas estão aí, pois quando meu Rei voltar, elas irão começar a tocar, anunciando a sua chegada!!! Ele diz: Moça, me conte outro segredo! Eu vejo que você trabalha o dia todo nesse Lagar e sua roupa está branquinha, sem mancha. Por que suas vestes não estão sujas e manchadas? Ela responde: É porque eu trabalho todo dia esperando o rei voltar e toda tarde, eu desço lá no riacho e me lavo pra quando o Rei voltar, Ele não encontre manchas em minhas vestes.
Moça, agora eu vou lhe contar um segredo: Eu não sou pastor de ovelhas! E tirou a sua capa, e disse: Eu sou o teu Rei! Vim disfarçado de pastor de ovelhas e ninguém me reconheceu, mas tu me reconhecestes. Então eu te deixo uma promessa: Eu vou voltar para o meu palácio. Vou preparar um lugar pra você e vou voltar segunda vez, pra que aonde eu estiver, estejais vós também.
Com Jesus foi assim! Ele vai voltar e em sua coxa estará escrito: “Rei dos Reis e Senhor dos Senhores! “
Salomão teve muitas mulheres, mas ele amou uma única delas. Jesus tem muitas igrejas, mas apenas uma vai entrar no seu reino. “Não olheis para o eu ser morena, portanto estou debaixo do sol do deserto.” Muitas mulheres querem estar no palácio, mas a noiva de Cristo está no deserto, conquistando as vidas que faltam ser conquistadas. A igreja está no deserto, sofrendo com o sol causticante, dizendo tá difícil, mas estou esperando meu Rei voltar.
(Pisar uva não dá ibope, não dá mídia, não dá status e posição, não dá ascensão para o seu nome, apenas para o nome do Rei).
Pisar uvas é pra poucos. (OS MISSIONÁRIOS DESCONHECIDOS). DEUS SÓ LEVANTA, QUEM PISA UVA DEBAIXO DO SOL.
Muitas mulheres se casaram com o rei pra fazerem alianças políticas com Israel. As rainhas só queriam ficar no conforto do palácio, mas apenas uma preferia pisar uva no deserto. Muita rainha querendo sentar-se no trono e usar a coroa, mas a glória é só do Rei e Ele não a divide com ninguém. (Gente querendo a glória pra si dentro da igreja). Tem muita rainha querendo tomar a glória do Rei e aparecer mais que Ele.
Ninguém olha pro crente sem nome, que trabalha debaixo do sol. (O rei achou graça em você). DEUS ESTÁ NAS COISAS PEQUENAS! As concubinas sempre colocavam o rei em primeiro lugar. Hoje há uma inversão de valores. Estão fazendo o contrário. Igrejas colocando Jesus em segundo lugar.
Salomão chama seu serviçal e diz: Eu vou sair de novo do palácio. Ele trouxe novamente a roupa de pastor de ovelhas para o rei. Ele diz: Não, eu fui a primeira vez como pastor de ovelhas, agora eu vou voltar uma segunda vez diferente. Arruma uma roupa de rei, a minha melhor coroa… Salomão coloca a melhor roupa e sua melhor carruagem e começa a sair do palácio com (SEIS MIL HOMENS). Alguém pergunta: Que direção rei? Ele responde: Nós vamos lá no Lagar. – Mas Lagar não é lugar de rei! – Mas é o lugar da minha noiva! É onde ela está. Lugar de sol do deserto. – Mas o senhor vai buscar outra rainha? – Não! – Vai buscar outra concubina (virgem sem relacionamento e intimidade com o rei). – Não! Eu vou buscar a minha NOIVA!
De muito longe, as sete torres de Atalaias avistam o rei se aproximando e começam a tocar as trombetas anunciando a chegada do rei. Quando termina de tocar a sétima, a Sulamita pára de pisar uva e olha para as suas vestes, pra ver se estavam brancas e brada: “Ei-lo aí! Eis que ouço a voz do meu amado! O meu amado veio me buscar!” E Salomão olha, avista a noiva e grita: “Eis que ouço a voz da minha amada! Levanta amada minha! Já passou o inverno. O tempo de cantar chegou! Eis aqui o seu amado noivo!
VOCÊ ESTÁ PREPARADO(A)?
Maranata, Hosana nas alturas!
O Rei vêm aí! Ele Vêm aí!
ELE VÊM, ELE VÊM, ELE VÊM!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: